Pagina Inicial Cidades Com racionamento de água em Campina Grande, UFCG suspende atividades e UEPB funciona normalmente

Com racionamento de água em Campina Grande, UFCG suspende atividades e UEPB funciona normalmente

A semana em Campina Grande está sendo marcada pelo racionamento de água depois de uma pane na estação de tratamento localizada em Queimadas. Devido ao intenso racionamento que as pessoas da região de Campina Grande têm vivenciado, alguns serviços acabaram sendo prejudicados e até mesmo interrompidos.

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) decidiu suspender as atividades na instituição nesta sexta-feira (22). As aulas e serviços devem retornar somente na próxima segunda-feira (25). Caso o desabastecimento persista, a instituição deverá emitir um novo comunicado durante o fim de semana.

O reitor da UFCG, Vicemário Simões, afirmou em comunicado que a suspensão das atividades foi decidida em razão do nível de água armazenado no reservatório principal do campus pela Prefeitura Universitária. Como não foi reabastecido, o reservatório atingiu o nível crítico de 10% da sua capacidade, comprometendo o abastecimento de algumas edificações.

Já a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) informou nesta quinta-feira (20) que decidiu manter todas as atividades da instituição. A reitoria informou que está fazendo o remanejamento de águas entre reservatórios do campus de Bodocongó. Essas soluções emergenciais têm assegurado a higiene hidrossanitária em todos os setores da Universidade onde ainda não chegou água pelo fornecimento normal da Cagepa. A UEPB teria água suficiente para garantir o funcionamento da instituição até o próximo domingo (24). Caso o fornecimento de água não seja normalizado a tempo, a Administração Central já trabalha com a alternativa de comprar água para abastecimento através de carros-pipa.

No entanto, apesar da decisão do reitor, alguns departamentos e professores têm cancelado as aulas que dariam, principalmente no período da tarde. A principal motivação é também a incerteza da garantia do abastecimento O Sindicato dos Trabalhadores em Ensino superior da Paraíba (SINTESPB) havia pedido ao reitor da UEPB, Rangel Junior, que concedesse ponto facultativo a partir das 13h na instituição, no entanto, o reitor decidiu manter o funcionamento normal.

ClickPB