Pagina Inicial Cidades Prédio da Tecnologia da Informação da UFPB é invadido e sistema fica fora do ar

Prédio da Tecnologia da Informação da UFPB é invadido e sistema fica fora do ar

Sistema de acesso dos alunos da UFPB ficou fora do ar no domingo (5), após invasão ao prédio da STI (Foto: Reprodução/Sigaa-UFPB)

O prédio da Superintendência de Tecnologia da Informação da UFPB, em João Pessoa, foi violado na madrugada deste domingo (5). Segundo informações da Prefeitura de UFPB, a invasão ao prédio foi identificado na manhã de domingo, após um servidor que foi até o prédio religar o sistema que havia caído justamente em decorrência da violação.

João Marcelo Alves, prefeito da UFPB, explicou que foi identificado a invasão e acionada a Polícia Federal. Ainda não há confirmação de que houve algum equipamento levado por parte do invasor. A Prefeitura da UFPB cogita a possibilidade da invasão ter sido motivada por questões particulares do invasor e não necessariamente para roubar.

“Pode ter sido uma pessoa que queria apagar um dado no sistema, alterar uma nota. Ainda não sabemos a motivação, nem se foi levado algum material. Estamos fazendo nesta segunda-feira o trabalho de inventário para confirmar isso”, comentou João Marcelo Alves.

Ainda de acordo com o prefeito, o invasor do prédio possuía expertise, pois foi diretamente na sala que controla o circuito de câmeras de segurança e desligou todos os equipamentos. O invasor entrou pelo teto e não precisou arrombar nenhuma porta. “O prédio fica próximo a uma área de mata, talvez o invasor tenha aproveitado alguma árvore”, afirmou o prefeito.

A Superintendência de Tecnologia da Informação fornece internet para todos os campi da UFPB e também funciona como servidor para todos os sistemas de organização de alunos e professores, bem como de fluxo interno.

Com a violação e o desligamento, o sistema ficou instável e fora do ar em alguns momentos no domingo, mas nesta segundo foi normalizado, de acordo com João Marcelo Alves. A Polícia Federal confirmou que foi acionada e coletou vestígios no local no crime. Um inquérito policial foi instaurado para elucidação dos fatos.

Resumo PB