Pagina Inicial Notícias Política Galdino torce por unidade, mas admite deixar PSB: ‘Se não me quiserem, arrumo as malas’

Galdino torce por unidade, mas admite deixar PSB: ‘Se não me quiserem, arrumo as malas’

A crise que eclodiu no PSB da Paraíba na última semana pode fazer o partido perder grandes lideranças políticas no estado. Uma delas é o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, que já admite a possibilidade de ingressar em outra legenda e se tornar, inclusive, presidente de uma delas. Galdino disse que já recebeu o convite de três partidos.

“Eu recebi convite não só do Avante para ir para o partido e ser presidente, como também do PRB e PTB, para me filiar e ser presidente desses partidos. Sinceramente, eu estou analisando. A princípio, estou bem no PSB. Mas estou analisando e, no futuro, é Deus quem sabe. Talvez eu saia, talvez eu fique”, admitiu o presidente.

Galdino alertou que se for vontade do PSB excluí-lo, ele não terá outra saída. “Se o PSB não me quiser, não me restar outra alternativa, é pegar as malas e partir. Mas está muito cedo essa discussão. Não estou vendo essa disposição do partido para tirar deputados ou excluí o governador”, destacou.

Para Adriano Galdino, esse clima de divisão no PSB só vai trazer prejuízos. “É ruim para o partido e para a Paraíba, porque tem repercussão no campo administrativo também. Devo conversar com o governador João Azevêdo à tarde sobre esse. Torço por essa unidade, pois na hora que a gente se dividir as consequências são as mais imprevisíveis possíveis”, finalizou.

ClickPB