Um homem teve sua motocicleta roubada na tarde deste domingo (09) no Distrito da Chã do Lindolfo, município de Bananeiras, no Brejo paraibano. A ação criminosa aconteceu por volta das 15h30, nas proximidades do condomínio ‘Yes Banana’.

De acordo com informações, a vítima estava saindo da residência de sua mãe quando foi abordada por dois homens armados e encapuzados. Ainda de acordo com informações, a dupla ao anunciar o assalto apontou a arma para a cabeça da vítima, que não reagiu e entregou a motocicleta.

Conforme relatos da vítima a polícia militar, além da motocicleta, de modelo Honda Start 160, de placa QFL 3893, os bandidos levaram uma bíblia e um aparelho celular.

A polícia militar realizou diligências no intuito de localizar os acusados, mas até o fechamento desta matéria ninguém havia sido localizado.

Dois bandidos armados em uma motocicleta roubaram no inicio da madrugada desta segunda-feira (10) uma motocicleta de modelo pop 110 na cidade de Belém, no Agreste paraibano. A ação criminosa aconteceu por volta das 00h40min.

De acordo com informações da Polícia Militar, os indivíduos chegaram à casa da vítima e uma motocicleta e, armados de revolver, anunciaram o assalto. Ainda de acordo com a PM, no momento do assalto a dupla determinou que todos que estavam no local se deitassem no chão.

Após o assalto, a dupla fugiu levando a motocicleta Pop 100 sentido a periferia da cidade. Conforme o relato das vítimas, os suspeitos eram dois homens altos, magros e morenos, que chegaram ao local em uma motocicleta de modelo Honda CG, de cor verde.

A guarnição comandada pelo Capitão Leite realizou diligências no intuito de localizar os acusados, mas até o fechamento desta matéria ninguém havia sido localizado.

As matrículas para alunos novatos na rede municipal de ensino podem ser feitas a partir desta segunda-feira (10) em Belém, no Agreste paraibano.

De acordo com o cronograma do município, o prazo para a efetivação das matrículas é do dia 10 até 14 de janeiro para novos alunos nas unidades escolares. As matrículas poderão ser realizadas nas secretarias das escolas da rede municipal de Belém.

As escolas estarão atendendo no turno da manhã, das 7h30 às 11h, no turno da tarde as matrículas se iniciam das 13h às 17h.

De acordo com a secretaria de educação do município, a previsão do início das aulas é para o dia 7 de fevereiro.

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) reabrirá as inscrições do concurso público para professor que havia sido suspenso, após ação do Ministério Público Federal (MPF) que pedia inclusão de cotas para candidatos autodeclarados negros e pessoas com deficiência. As inscrições serão reabertas após o sorteio das vagas reservadas aos candidatos com deficiência e candidatos negros, que será realizado nesta quarta-feira (12), com início às 10h, no canal Progep/UFPB no YouTube.

Depois do sorteio, o edital retificado será publicado com um novo cronograma e as inscrições serão reabertas. Com a inclusão do Departamento de Engenharia de Alimentos, o concurso passa a ofertar 33 vagas, divididas entre o Campus I, em João Pessoa, e o Campus II, em Areia. As remunerações iniciais vão de R$ 3.980,21 a R$ 10.074,18, mais o auxílio-alimentação no valor de R$ 458,00.

As oportunidades são para os departamentos de Física, Sistemática e Ecologia, Ciências Sociais, Letras Estrangeiras e Modernas, Medicina Interna, Pediatria e Genética, Ciências das Religiões, Fundamentação da Educação, Habilitações Pedagógicas, Metodologia da Educação, Administração, Economia, Finanças e Contabilidade, Ciência da Informação, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção, Engenharia Química, Ciências Farmacêuticas, Fisioterapia, Morfologia, Nutrição, Comunicação, Música, Turismo e Hotelaria, Fitotecnia e Ciências Ambientais e Solos e Engenharia Rural.

O processo seletivo do edital será realizado em três etapas: prova escrita, prova didática, prova de plano de trabalho (exclusiva para a classe Adjunto A) e exame de títulos.

O resultado final do concurso será homologado pelo Conselho de Centro, em data a ser definida. O prazo de validade é de 1 ano, contado a partir da data de publicação da homologação dos resultados finais no Diário Oficial da União, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.

Suspensão do concurso

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) suspendeu, no dia 8 de novembro, o concurso público que estava em andamento, após ação do Ministério Público Federal (MPF) pedindo a suspensão na Justiça. O MPF solicitou a abertura de um novo edital, inserindo cotas para candidatos autodeclarados negros e pessoas com deficiência.

No edital, a UFPB havia alegado que a quantidade de vagas por departamento é insuficiente para que as cotas sejam atendidas, uma vez que todos os departamentos têm apenas uma vaga, com exceção do Departamento de Engenharia de Produção, que tem duas vagas abertas. Ainda segundo a universidade, caso, durante a validade do concurso, fossem abertas no mínimo três vagas por departamento, a 3º seria destinada às ações afirmativas previstas por lei. No entanto, não havia formulário de preenchimento disponível para oportunidades fora da ampla concorrência.

João Pessoa tem 40% de ocupação dos leitos de UTI para tratamento da Covid-19 em hospitais públicos. O índice de internação nas unidades de saúde teve crescimento após as festas de fim de ano. Em 27 de dezembro do ano passado, 28% dos leitos estavam ocupados. Para combater o crescimento de diagnósticos do novo coronavírus e o aumento do surto de gripe, a cidade pode ganhar novas medidas restritivas.

A taxa de ocupação do leitos da Região Metropolitana é a maior do estado, que tem média de 24%. Em Campina Grande, a ocupação é de 11%. Já no Sertão, o índice é de 28%. Em toda a Paraíba, 120 pacientes estão internados em unidades de referência para tratamento da doença.

Em entrevista a rádio Jovem Pan João Pessoa, nesta segunda-feira (10), o secretário executivo da Saúde de João Pessoa, o médico Luís Ferreira, assumiu a possibilidade de novas medidas restritivas em decorrência dos casos de Covid-19 e do aumento do diagnósticos de gripe. “Conversamos sempre com o prefeito que é aberto a escutar os técnicos da Saúde e ele está sim pensando seriamente, dependendo de como a gente evolua, em fazer restrições que possam frear esse aumento de casos“, disse. Ouça a entrevista completa

Testes e vacina

João Pessoa tem dois pontos de testagem para a Covid-19 nesta segunda-feira. Um deles é na Lagoa, que funciona das 7h às 16h, o outro no Busto de Tamandaré, das 16h às 22h. O recomendado é que procurem a testagem pessoas que estejam com sintomas gripais para que sejam melhor definidos os tratamentos que serão recomendados. Para realizar o teste, basta apresentar identidade e CPF, para que seja realizado o registro no sistema.

A Sociedade Paraibana de Pediatria (SPP) emitiu nota, na manhã desta segunda-feira (10), recomendando e incentivando os pais levarem os filhos, que têm entre 5 e 11 anos, para serem vacinados contra a Covid-19, quando a vacinação for iniciada.

A orientação é alinhada, segundo o documento, com as principais sociedades científicas e órgãos sanitários regulatórios do mundo. “Atualmente já temos 30 países vacinando as crianças de 5 a 11 anos”, registra a nota.

A SPP destaca que no início da pandemia o risco para as crianças era muito menor, mas com avanço da doença, aparecimento de novas variantes e cepas, elas ficaram mais vulneráveis e também precisam de proteção. A nota registra que a vacinação e fundamental para o retorno pleno das atividades sociais, entre elas, as aulas presenciais.

“Já perdemos em nosso país em torno de 2.600 vidas abaixo de 19 anos pela Covid-19, somando os óbitos todas as doenças imunopreveníveis nesse mesmo período, não chega a esse quantitativo causada pela Covid-19. Temos também uma taxa de mortalidade e letalidade nas crianças hospitalizadas de 5 a 10 vezes mais alta em relação aos países desenvolvidos”, registra Socorro Martins, presidente da SPP, na nota.

De acordo com a Sociedade  Paraibana de Pediatria, a criança vacinada contribui com a proteção indireta para seus
familiares e conviventes pertencentes a grupos de risco, que mesmo sendo vacinados, possam ter perdido sua proteção imunológica ao longo do tempo.

Vacinando nossas crianças estaremos diminuindo a transmissão comunitária do vírus, colaborando com
o alcance das altas coberturas vacinais e contribuindo com o controle efetivo da pandemia”, diz SPP.

A SPP destacou que os critérios para introdução de uma vacina num programa público não se resumem ao número de mortes relacionadas à doença contra a qual se deseja uma intervenção. Vacina-se, de acordo com os médicos pediatras, para prevenir sofrimento, hospitalizações, sequelas, uso de antibióticos, visitas aos serviços de saúde, ocupação de leitos em UTI, entre outros.

Atualmente já temos justificativas éticas, epidemiológicas, sanitárias e de saúde pública para vacinação da nossa população pediátrica com segurança”, concluiu.

Nota do Ministério da Saúde

A SPP lembrou na nota que, após audiência pública sobre a vacinação das crianças 5-11 anos, realizada no
dia 04 de janeiro, o Ministério da Saúde pública a Nota Técnica incluindo esse grupo pediátrico de forma não obrigatória no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19.

O presidente da Unimed João Pessoa, Gualter Ramalho, revelou aumentou nos atendimentos e internações por H3N2 nos hospitais da cooperativa, o que caracteriza um surto da doença. Foram realizados mais de 1 mil atendimentos diários por suspeita de síndromes gripais.

“Estamos em surto de H3N2. Quando somamos os atendimentos presenciais dos Hospitais Urquiza e Moacir (Pediátrico) e os remotos (teleatendimento), chegamos a realizar 1000 atendimentos diários, entre suspeitos H3N2, H1N1 ou outros vírus influenza”, explicou o médico.

Ele ainda afirmou que tem sido constatado um aumento na detecção da Covid-19 no DriveThru, como também no volume de atendimentos de casos suspeitos no Hospital Alberto Urquiza Wanderley.

“Contudo, até aqui, este aumento não impactou nas internações. Acreditamos que em função do avanço da vacina, até esta data, a maioria dos casos demandaram acompanhamento ambulatorial. Vamos nos manter alerta para eventual mudança no contexto”, disse.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesse sábado (8) que a pasta vai distribuir cerca de 28,2 milhões de testes rápidos de antígeno para a detecção da Covid-19 ainda em janeiro. Segundo ele, desde setembro foram distribuídos 31,6 milhões de testes.

Em publicação nas redes sociais, ele solicitou dos Estados e Municípios a compra de mais testes. “É importante que os Estados e Municípios se engajem nessa estratégia de testagem, adquirindo mais testes, aplicando-os corretamente e enviando tempestivamente os resultados ao Ministério da Saúde”, disse.

Nas últimas semanas, com o forte aumento de casos de Covid-19 no país, impulsionados pela variante Ômicron, a população tem tido dificuldade de obter teste rápido na rede pública de saúde. Por causa da grande procura, há falta até mesmo dos testes vendidos em farmácias.

O governador João Azevêdo teme um repique da Covid-19 na Paraíba após não uso de máscaras, no último sábado por pessoas no Fest Verão, realizado em Cabedelo. Ele considerou o caso preocupante e anunciou que irá se reunir com a equipe de Saúde estadual. O evento teve show de Wesley Safadão, Bell Marques e o cantor Belo.

“Do ponto de vista sanitário é preocupante. As pessoas não estavam usando máscara e é preciso que a gente tenha muito cuidado por conta do risco que poderemos ter, do que tivemos no início de 2021, que foi o repique da doença. Novos casos por conta das atitudes do final de ano”, disse o governador.

Na reunião com a equipe de Saúde o governador discutirá a preparação da rede hospitalar para uma possível reincidência de casos na Paraíba.

Confira o vídeo:

Prefeitura de João Pessoa também condena aglomerações 

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), lamentou as aglomerações e não uso de máscaras pelas pessoas que participaram dos shows do Fest Verão, no último sábado (08), realizado no município de Cabedelo. Ele disse esperar que o episódio não repercuta na flexibilização das medidas contra a Covid-19.

“O que se pede, no mínimo, é o bom senso a essas pessoas. Para que não pratique a convivência em uma festa, mesmo privada, que ela não tenha o comportamento de não usar a máscara. Espero que isso sirva de lição e que os próximos eventos, independente de onde ocorra, as pessoas cumpram o seu papel”, frisou o prefeito.

Ele citou que o poder público municipal e estadual estão tendo o cuidado de realizar eventos com controle.

“Se a própria população desrespeita, nós só temos a lamentar e espero que isso não nos proporcione a possibilidade de ter um retrocesso nas autorizações para as festas que eventualmente estejam sendo realizadas”, disse.

Secretário condenou descumprimento de protocolos

O secretário executivo da Saúde de João Pessoa, Luís Ferreira de Sousa Filho, criticou, neste domingo (9), o ‘Fest Verão’ pelo descaso em relação as pandemias do novo coronavírus e da gripe H3N2.

Em desabafo nas redes sociais, o profissional de Saúde alegou que, enquanto a gestão tem buscado medidas, como aberturas e leitos e testagem para Covid-19, o evento anda na contramão e as pessoas no esquecimento do mal que as doenças podem causar.

“Ontem vivenciamos a insensatez personificada nas festas e aglomerações do Fest Verão. Pessoas sem máscaras, aglomeradas, gripadas. Sinto que não estou conseguindo expressar a irresponsabilidade que essas atitudes representam. As consequências experimentaremos em breve”, destacou.

MaisPB

Único deputado estadual pelo MDB da Paraíba, Raniery Paulino cobrou que o partido defina como vai se comportar nas eleições de outubro. Oficialmente, a legenda integra a base do governador João Azevêdo (Cidadania). Parte do grupamento político, no entanto, defende a candidatura do senador Veneziano Vital do Rêgo ao Palácio da Redenção.

“O MDB deve fazer uma reflexão neste instante e vê qual a forma que ele poderia ganhar mais espaço. Essa indefinição tem sido prejudicial ao partido. Uma vez que você se define, os que se agradam com essa definição, vão se juntar. Agora na interrogação, ninguém vem, fica o clima de instabilidade”, avaliou o parlamentar. (confira vídeo no fim da matéria) 

Raniery e seu pai, Roberto Paulino, comungam da tese de que os emedebistas apoiem à reeleição de João. Roberto ocupa, inclusive, um cargo na gestão estadual.

O senador Veneziano, presidente da sigla no estado, tem dito a interlocutores que ainda em janeiro tomará uma decisão concreta sobre o pleito. No ano passado, em entrevista à Rede Mais, o presidente nacional do MDB, Baleia Rossi, sugeriu que a legenda tenha candidatura própria no estado.

“A Paraíba é um dos estados em que o MDB sempre formou lideranças que se destacaram na região e no País como um todo. Veneziano é um nome muito forte, principalmente em Campina Grande onde fez um grande trabalho como prefeito. Lançar Veneziano a governador na Paraíba é estratégico para o MDB”, disse Baleia em entrevista ao Portal MaisPB.