O cantor Amado Batista pediu desculpas ao filho do ex-presidente Lula (PT) e empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, na Justiça depois de ser alvo de uma queixa-crime por injúria. O acordo entre o cantor e o empresário ocorreu no Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Lulinha moveu a ação contra o cantor depois de uma entrevista do artista no ano passado, aao programa “Frente a Frente”, transmitido pela Rede Nordeste de Rádio. Na ocasião, Amado Batista disse que tanto Lula quanto seus filhos praticaram roubo durante os governos petistas e também insinuou que um dos filhos de Lula seria latifundiário. “É só ir pro Pará, lá pro Mato Grosso, para vocês verem. Ao vivo e a cores”, afirmou.

“Peço desculpas pela forma injusta com que lhe atribuí graves ofensas, bem como admito que foram equivocadas minhas afirmações de que teria enriquecido de forma ilícita”, diz trecho da pedido de retratação. “Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa Informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade”, afirma Amado Batista.

Por causa do acordo entre Amado Batista e Lulinha que resultou no pedido público de desculpas, a punição pelo crime de injúria foi extinta. O Ministério Público também endossou a extinção da punibilidade e se manifestou pelo arquivamento. Lulinha e Amado Batista agora pedem que a Justiça determine que a retratação seja veiculada no site e no canal de YouTube “Blog do Magno”, do apresentador Magno Martins, onde as afirmações do cantor foram publicadas pela primeira vez.

Leia, abaixo, a íntegra do pedido de desculpas de Amado Batista:

“Eu, AMADO RODRIGUES BATISTA, cantor e empresário, venho, publicamente, RETRATAR-ME de ofensas e expressões injustamente proferidas contra FÁBIO LUIS LULA DA SILVA em entrevista concedida ao jornalista Magno Martins no dia 28 de maio de 2021, publicada na rede social YouTube e com repercussão em diversos veículos de comunicação.

PEÇO DESCULPAS a FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA pela forma injusta com que lhe atribuí graves ofensas, bem como admito que foram equivocadas minhas afirmações de que teria enriquecido de forma ilícita.
Apesar de ter dito que FÁBIO LUÍS LULA DA SILVA seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará,

RECONHEÇO que essa informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade.

Assim, venho me RETRATAR formalmente das expressões utilizadas na entrevista, pois nunca tive evidências que comprovassem o que foi dito.”

Da Redação com MaisPB

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (22) uma operação que tem como alvos o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e pastores suspeitos de montar um gabinete paralelo para liberação de verbas dentro do MEC.

A TV Globo apurou que Milton Ribeiro e os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura são alvos de mandados de prisão. Até a última atualização desta reportagem ainda não havia confirmação da prisão deles.

A PF investiga Ribeiro por suposto favorecimento aos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura e a atuação informal deles na liberação de recursos do ministério. Há suspeita de cobrança de propina.

O inquérito foi aberto após o jornal “O Estado de S. Paulo” revelar, em março, a existência de um “gabinete paralelo” dentro do MEC controlado pelos pastores.

Dias depois, o jornal “Folha de S.Paulo” divulgou um áudio de uma reunião em que Ribeiro afirmou que, a pedido de Bolsonaro, repassava verbas para municípios indicados pelo pastor Gilmar Silva.

“Foi um pedido especial que o presidente da República fez para mim sobre a questão do [pastor] Gilmar”, disse o ministro no áudio.

“Porque a minha prioridade é atender primeiro os municípios que mais precisam e, segundo, atender a todos os que são amigos do pastor Gilmar”, complementou Ribeiro.

Após a revelação do áudio, Ribeiro deixou o comando do Ministério da Educação.

O caso envolve suspeitas de corrupção. Prefeitos denunciaram pedidos de propina – em dinheiro e em ouro – em troca da liberação de recursos para os municípios. Milton Ribeiro disse que pediu apuração dessas denúncia à Controladoria-Geral da União.

Da Redação com G1

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de acumulado de chuva para toda a Paraíba. Os avisos, válidos até a manhã desta quinta-feira (23), apontam graus diferentes de risco, dependendo da região. Na Mata Paraibana e parte do Agreste, o alerta recebeu classificação laranja (perigo). Já restante do estado está sob alerta amarelo (perigo potencial).

Nos municípios sob alerta laranja (veja lista no fim da matéria), deve chover entre 30 e 60 milímetros por hora ou de 50 a 100 milímetros por dia. Há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamentos de rios.

Nos municípios sob alerta amarelo, o volume de chuvas deve ser menor, de 20 a 30 milímetros por hora ou até 50 milímetros por dia. Ainda assim, segue havendo risco de alagamentos e deslizamentos de barreiras.

O Inmet orienta que a população evite enfrentar o mau tempo e, se possível, desligue aparelhos elétricos ou o quadro geral de energia. Em caso de situação de inundação, a recomendação é proteger pertences da água envolvendo-os em sacos plásticos.

Corpo de Bombeiros e Defesa Civil devem ser acionados em casos de emergência.

Municípios sob alerta laranja

Começou nesta terça-feira (21), de forma oficial, o inverno em todo o território brasileiro e hemisfério sul do globo. A estação permanecerá por três meses, até o dia 22 de setembro, data que também marca o início da primavera.

Em João Pessoa e no restante do estado paraibano, aconteceram muitas chuvas e uma queda de temperatura no último mês de junho. Mas, nas últimas semanas, o clima mostrou sinais de estabelecimento, com menos chuvas e temperaturas mais elevadas.

A meteorologista Marle Bandeira, em entrevista exclusiva para o Portal MaisPB, ressaltou que a nova estação, além de fria, é no mesmo período que a época de chuvas do estado. Em especial, as regiões do Cariri paraibano, Agreste e Brejo terão climas bastante amenos nos próximos meses.

“O inverno é a estação mais fria do ano. Nas regiões do agreste, brejo e litoral, coincide com o período de chuvas. O período de chuvas para essas regiões coincide com as estações outono e inverno. Então ainda teremos chuvas nessas regiões”, disse Marle.

“As temperaturas no Agreste e Brejo poderão chegar, nas madrugadas, em torno de 16º. E na região do Cariri paraibano, em torno de 15º. Agosto é considerado o mês mais frio, então é quando essas temperaturas deverão ser registradas”, completou.

Da Redação com MaisPB

O Google anunciou que, até 2026, vai distribuir 500 mil bolsas de estudo para a formação de jovens em “áreas de atuação altamente demandadas pelo mercado de trabalho”. Segundo a empresa, as bolsas serão para a formação de profissionais em suporte de Tecnologia da Informação (TI), análise de dados, gerenciamento de projetos e design UX (User Experience ou experiência do usuário).

A novidade foi mais uma das várias anunciadas pela empresa durante o Google For Brasil, com agenda de eventos nos dias 13 e 14 de junho. O site Portal Correio foi o único veículo de comunicação da Paraíba convidado para participar.

A empresa pretende destinar 2 mil dessas bolsas a pessoas que se declaram transexuais. A expectativa é de que a medida favoreça a inclusão social deste grupo no mercado de trabalho.

Em nota, a Google informou que os jovens que não estão estudando no momento também poderão disputar as vagas. “O processo de inscrição e seleção ocorrerá através do aplicativo do CIEE ONE (plataforma 100% gratuita), e os escolhidos serão acompanhados por uma monitoria exclusiva, que os auxiliará a concluir as certificações”, explicou a empresa.

Todos os cursos foram criados pelo Google e estão hospedados na plataforma de educação da Coursera. “São cerca de 800 horas de aulas, considerando as quatro titulações juntas, com certificação, visando o preparo dos estudantes para ingresso em postos de trabalho no campo em constante crescimento profissional da tecnologia”, acentuou.

Empregabilidade trans

Na avaliação do Google, o Brasil tem “aprendido muito com a inserção de pessoas trans nos espaços de mídia e cultura popular”. A empresa utiliza, como exemplo dos avanços observados no país, o respeito aos pronomes e o direito de retificação de nome.

“Temos muito a melhorar, mas, ao menos, alguma evolução já é percebida”, ponderou a empresa ao afirmar que, no que se refere a mercado de trabalho, não se observa progressão na mesma velocidade.

“Estima-se que 90% da população trans no Brasil têm o mercado informal como fonte de renda e única possibilidade de subsistência. São milhões de pessoas que vivem uma condição de vulnerabilidade extrema devido à falta de uma oportunidade de emprego”, finalizou.

O São João 2022 em Bananeiras segue a programação nesta quarta-feira (22), com Elba Ramalho, Fabiano Guimarães, Forró D2 e Wagner Viana. A edição deste ano começou no dia 17 de junho e segue até 17 de julho, maior do que nos anos anteriores. Confira a programação completa.

Nos próximos dias, o São João de Bananeiras deve receber Magníficos, Eliane, Gustavo Mioto, Capilé e mais. A festa ainda terá programação infantil, shows católicos e uma noite dedicada ao brega.

Os shows acontecem em uma nova estrutura, no Estádio Governador Clóvis Bezerra, popularmente conhecido como ‘O Bezerrão’.

O São João de Bananeiras tem como organizadora a Medow Promo Serviços de Eventos e Estruturas LTDA, mesma empresa responsável pelo São João de Campina Grande.