O deputado estadual Raniery Paulino confirmou que estará no palanque do governador João Azevêdo nas Eleições 2022, defendeu uma aliança da sua legenda com o grupo político do gestor e o fortalecimento de candidaturas do partido, incluindo para o Senado. As declarações foram feitas em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta terça-feira (13), conforme apurou o ClickPB.

“Estamos trabalhando para melhorar dos impactos da pandemia. O MDB teve mudanças na presidência por conta da morte do senador José Maranhão. Veneziano tem conduzido bem, estamos conversando com companheiros da legenda, ex-companheiros do MDB para que possam voltar”, ressaltou.

Raniery disse ainda que uma das ações que o partido tem realizado é dialogar com a classe política. “Precisamos fazer o plantel, organizar internamente para as eleições, mas da minha parte eu garanto que estarei no palanque de João Azevêdo, um governo que traz paz para os paraibanos.”

Questionado sobre um possível apoio para o Senado, Raniery respondeu com irreverência: “entre Aguinaldo e Efraim eu fico com dona Nilda (Gondim), nossa senadora”, resumiu.

A auditoria do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) rejeitou o recurso de consideração das contas de Luciano Cartaxo relativas à sua gestão na Prefeitura de João Pessoa do ano de 2019, segundo divulgado pelo jornalista Clilson Júnior, no programa Arapuan Verdade desta terça-feira (13). Com a decisão, o ex-prefeito pode ficar inelegível para as próximas eleições, em 2022, e mudar o cenário político paraibano, conforme apurou o ClickPB.

O relatório destaca que “não foram apresentados fatos e documentações novos capazes de afastar as irregularidades ensejadoras das decisões recorridas”.

As contas de 2019 da PMJP na gestão de Cartaxo foram reprovadas, por maioria, no final do mês de maio. Apesar do voto divergente do conselheiro Arnóbio Viana, único a votar pela aprovação das contas, prevaleceu o entendimento do relator, o conselheiro André Carlo Torres Pontes, que foi seguido pelos conselheiros Nominando Diniz e Antônio Gomes.

Dentre as falhas apontadas pela auditoria do TCE-PB estão a contratação de 15 mil prestadores de serviço; aplicação de apenas R$ 9 milhões (24%) dos recursos para a educação quando o mínimo constitucional é de 25%; e inadimplência no pagamento da contribuição patronal de quase R$ 2,9 milhões.

À Luciano Cartaxo não cabe mais nenhum recurso. O novo julgamento agora será no plenário. Sendo mantida a decisão da rejeição, ele será enquadrado na Lei da Ficha Limpa, se não conseguir dois terços dos votos dos vereadores para mudar o entendimento.

ClickPB

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assegurou que vai enviar à Paraíba a quantidade de vacinas necessárias para imunizar a população com pelo menos a primeira dose até setembro. A promessa foi feita numa reunião, nesta terça-feira (13), com a presença do governador João Azevêdo (Cidadania) e demais governadores do país.

Marcelo Queiroga se comprometeu a encaminhar aos estados até o final do dia o cronograma semanal de distribuição de vacinas contra a Covid-19 durante os próximos meses.

“Serão 41 milhões de doses em julho, 68 milhões em agosto e 71 milhões em setembro, o que nos permitirá conter esse caráter pandêmico. Por isso, devemos ter o PNI como referência para agirmos de maneira homogênea nesse esforço conjunto que temos feito com estados e municípios”, pontuou o ministro.

✅ Em julho, receberemos cerca de 41 milhões de doses dos laboratórios contratados. P/ agosto, a previsão é de 60 milhões. Até setembro, iremos vacinar toda população + de 18 anos. As doses são distribuídas pelo @minsaude de forma igualitária a todos os estados brasileiros.
⬇️

— Marcelo Queiroga (@mqueiroga2) July 13, 2021

Caso seja cumprida a promessa, o governo da Paraíba também conseguirá atingir a meta de vacinar toda a população com 18 anos ou mais, ao menos com a primeira dose, até o final de outubro.

Para menores

Os governadores também cobraram do ministro da Saúde uma posição em relação à vacinação da população com idades entre 12 anos a 17 anos. Na reunião, Marcelo Queiroga informou aos gestores estaduais que o Programa Nacional de Imunização (PNI) irá emitir, nos próximos dias, nota técnica sobre a possibilidade de vacinação do público entre 14 e 18 anos com comorbidades.

O ministro Marcelo Queiroga informou ainda que irá discutir com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a estratégia de tratamento para o pós-Covid, bem como o envio de doses do consórcio Covax Facility.

“Tivemos uma reunião produtiva em que reafirmamos o nosso compromisso e esforço coletivo para avançar, cada vez mais, na imunização porque os dados mostram que a vacina tem reduzido o número de casos, de internações e de óbitos”, avaliou o governador.

Na opinião de João Azevêdo, “só com a vacinação do maior número de pessoas venceremos essa pandemia e retomaremos todas as atividades com tranquilidade e segurança, por isso temos distribuído com agilidade todas as doses que chegam ao estado para que elas sejam aplicadas o mais rápido possível na população”.

Conversa Política

A ex-secretária de administração da Paraíba, Livânia Farias, acusou o ex-advogado Sheyner Asfora de entregar ao governador João Azevêdo e ao ex- governador Ricardo Coutinho, quando eram aliados, um diário com informações pessoais que, de acordo com ela, foram usadas indevidamente.

A apreensão do diário aconteceu em uma das fases da Operação Calvário, que investiga esquema de desvio de recursos na Educação e Saúde da Paraíba entre 2011 e 2018.

A acusação surgiu depois de noticiado que os advogados do ex-governador Ricardo Coutinho pediram a anulação da delação dela alegando, entre outros pontos, segundo Asfora, que Livânia Farias não estava em boas condições psicológicas quando “abriu o jogo” para o Ministério Público.

Por causa da situação, o que ela falou não teria validade. Os relatos pessoais contidos no diário seria uma prova de que ela não se encontrava “bem”, o que teria “contaminado” a delação.

Na declaração enviada à imprensa (veja ao lado), Livânia afirmou que, à época, o diário íntimo foi apreendido e devolvido pelos investigadores. Mas que o então advogado dela (Asfora) não entregou a uma pessoa de confiança e, sim, a Azevêdo e Ricardo, na Granja do Governador.

Advogado nega 

O advogado nega que tenha repassado o diário.

Em nota, Asfora disse que “recordo-me que no dia que a senhora Livânia Farias foi detida o seu diário foi apreendido pelo Ministério Público e, em seguida, liberado por se tratar de algo pessoal. Ela então me pediu para entregar a uma pessoa que ela dizia se tratar da sua confiança. O que assim fiz! Não sendo verdade, portanto, a afirmação que ela faz que entreguei o diário ao governador João Azevedo”.

Conversa Política

A Câmara Municipal de Belém, Agreste paraibano, vota nesta terça-feira (13) dois Projetos de Lei que visam beneficiar comerciantes e profissionais da saúde do município. Os Projetos de Lei em pauta são de autoria do Vereador Xavier Netto (Cidadania).

O primeiro Projeto de Lei a ser votado autoriza o município a conceder isenção no Imposto Sobre Serviços (ISS) durante o período de 90 dias.

“O Projeto é extremamente importante para os comerciantes de nossa cidade, pois foram pessoas mais afetadas economicamente falando nessa pandemia. Nada mais justo que esta Casa Legislativa e o Poder Executivo adote estas medidas para auxiliar nesse período tão conturbado”, enfatizou o parlamentar.

Já a segunda proposta institui a gratificação extraordinária para os servidores da saúde que atuam no enfrentamento da Covid-19 no município. Atualmente o benefício não é pago pelo Poder Executivo e com a aprovação beneficiará funcionários que trabalham em UBS’s, Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu), central do Covid-19 e outras instituições cujo os profissionais realizem atendimento que haja contato pessoal.

“Nossa intenção é fazer justiça com essa classe que tanto dedicou e vem se dedicando a cuidar da saúde dos belenenses, é de grande importância que, a Prefeitura Municipal de Belém pague a gratificação dos profissionais de saúde nesse momento pandêmico e ofereça melhores condições a todos que estão se dedicando a salvar vidas, espero realmente os colegas parlamentares façam justiça a classe da saúde”, pontuou.

O supermercado Vida Nova Rede Paraíba, localizado na cidade de Belém, realizou nesta segunda-feira (12) a entrega de uma motocicleta 0Km ao ganhador do Show de Prêmios Vida Nova.

O ganhador do prêmio foi o jovem Antônio Gomes da Silva Júnior, residente a Rua Severino Ismael, bairro do Tribofe, no município de Belém. O sorteio aconteceu no dia 23 de junho, véspera de São João, mas o sorteado só pode receber a moto após a regulamentação nos documentos do veículo.

Outros prêmios como ventiladores, liquidificadores, secador, ferro de passar, entre outros, também foram sorteados durante a live de São João.

Em entrevista a nossa equipe de reportagem, o proprietário do Supermercado Vida Nova, destacou a satisfação em realizar o sorteio.

“É uma satisfação muito grande realizar estes sorteios em nosso supermercado. O ganhador do sorteio foi a pessoa certa, que realmente precisa desse prêmio. Foi uma campanha interessante, que todos os nossos clientes abraçaram e entenderam o real intuito do sorteio!”, destacou

Já o jovem Júnior Gomes destacou a felicidade de ter sido o ganhador do principal prêmio do Show de Prêmios do Vida Nova.

“Presente de Deus! Só gratidão! Eu e meus familiares torcemos tanto para ganharmos este prêmio, só tenho a agradecer ao pessoal do Rede Paraíba, em nome do Senhor Washington, que possa ter mais sucesso e possa realizar os sonhos de outras pessoas”.

Foto: Claúdio Lucas

O Prefeito de Pirpirituba, Denilson de Freitas Silva (Didiu), dando prosseguimento às ações de combate ao colapso no abastecimento de água no município, se reuniu com o Presidente da Cagepa (Marcus Vinícius) para traçar, em parceria, ações emergências na tentativa de amenizar a dificuldade de acesso à água por parte da população.

Dentre as ações firmadas estão a distribuição de caixas de água para serem posicionadas em locais estratégicos na cidade e a destinação de um manancial para que o município possa retirar água potável e distribuir para população também através de carro-pipa.

O Secretário de Agricultura e Recursos Hídricos, Rinaldo Barbosa, também se fez presente no encontro juntamente com o Engenheiro Hugo Paiva.

O Prefeito Didiu comemorou a parceria e lembrou que outras ações emergenciais estão em fase de implantação no município.

Comprometido com a proteção vacinal da população bananeirense, a Prefeitura de Bananeiras, no Brejo paraibano, atingiu a marca de 10 mil doses aplicadas da vacina contra a Covid-19 no município.

O número foi alcançado durante o trabalho de intensificação da campanha municipal determinado pelo prefeito Matheus Bezerra, realizado pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), responsável pela operacionalização da vacinação no município.

Para o prefeito Matheus Bezerra, o resultado é uma demonstração clara de um trabalho de dedicação e comprometimento, que envolve preparo técnico e muita sensibilidade.

‘Estamos muito felizes com este resultado porque representa o nosso empenho na luta para preservar a vida dos bananeirenses. Nossa gestão tem tido o máximo de eficiência na vacinação. Todas as doses que nos sãos disponibilizados vão para o braço do povo com celeridade. Nossa Gestão não para! ”, destacou o gestor.

O prefeito ainda comentou que Bananeiras tem tratado com maior transparência e segurança a questão da vacina que compete a municipal, disponibilizando pessoal e estrutura aos cidadãos bananeirenses.

O iminente retorno das aulas presenciais na Paraíba, após a completa vacinação dos grupos prioritários, têm preocupado o deputado estadual Chió (Rede/PB), vice-presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Paraíba.

Na manhã desta terça-feira (13), o parlamentar esteve na SUPLAN em João Pessoa, cobrando a reforma da Escola Normal de Bananeiras, da ECI José Bronzeado Sobrinho em Remígio, da ECI Monsenhor José Borges em São Sebastião de Lagoa de Roça e da ECI Monsenhor José Borges de Carvalho, em Alagoa Nova.

“É urgente uma ação do Estado para a melhoria da estrutura das escolas. Só na região do Brejo temos quatro escolas importantes que precisam dessa melhoria, sendo três delas, Escolas Integrais. Estamos pautando mais condições de ensino e segurança para os alunos”, alertou Chió.

Seguindo a agenda, o parlamentar dirigiu-se à sede da Companhia de Águas e Esgotos da Paraíba, onde reivindicou ao diretor Isaac Veras, melhoria na estrutura da CAGEPA de Remígio, intensificando o apelo pela solução da crise hídrica na região.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação

Deputado Estadual Chió (Rede/PB)

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Campina Grande, João Pessoa e Natal, no Rio Grande do Norte, nesta segunda-feira (12) em uma operação conjunta da Polícia Civil da Paraíba e do Rio Grande do Norte. As diligências investigam uma associação criminosa que já causou um prejuízo de mais de R$ 10 milhões a 40 empresas através de fraudes. Três envolvidos nos crimes já foram identificados, mas continuam foragidos.

Nas buscas, vários documentos também foram apreendidos para subsidiar o inquérito policial. De acordo com o delegado seccional Cristiano Santana, empresas de vários estados foram lesadas por esse grupo criminoso. Foram dois mandados cumpridos em João Pessoa, dois em Natal e um em Campina Grande.

Ele explica que os suspeitos são golpistas do Rio Grande do Norte que se instalaram na cidade de Esperança, na Paraíba. Eles teriam alugado um galpão no Centro da cidade e passaram a operar como distribuidora de produtos diversos.

No início, o grupo comprava quantidades menores aos fornecedores, mas com o passar dos meses, foram adquirindo a confiança, adquirindo gradativamente um volume maior de mercadorias. Entre março e abril deste ano, fizeram compras milionárias a diversos fornecedores e desapareceram, conforme explica o delegado.

Quando constataram a fraude, os comerciantes vítimas da quadrilha procuraram a Polícia Civil para a registrar o fato.

A investigação da Operação Caduceo é da 12ª Delegacia Seccional, com sede em Esperança, PB, e contou com o apoio da Divisão Especializada em Investigações e Combate ao Crime Organizado (Deicor/PCRN) e da Delegacia de Defraudações de João Pessoa.