O vereador da cidade de Mamanguape, Diego Peixoto reafirmou, na noite da última quarta-feira (11), seu apoio a pré-candidatura de Danielle Rodrigues para deputada estadual, durante mais um encontro do “Fala Vale”, no município.

Além de Diego Peixoto, a terceira plenária do Republicanos contou com a presença da prefeita, Eunice Pessoa, de seu vice, Dr. Zenóbio, lideranças políticas locais e demais autoridades da região do Vale do Mamanguape.

Em contato com o Blog Chico Soares, Diego Peixoto e seu tio Miltinho (empresário) agradeceram a todos que participaram
do evento e reafirmaram o apoio e compromisso com Danielle do Vale.

“Quero agradecer a todos que dedicaram o seu precioso tempo para nos escutar essa noite, como também reafirmar o apoio a pré candidatura da nossa amiga Danielle do vale. Estamos juntos nessa luta com a certeza que o Vale terá uma representação e poderá andar a passos largos com muito emprego e renda.
Avante pessoal, vamos fazer história juntos, vamos mostrar que o vale está decidido”, disse o vereador.

 

Blogchicosoares.com

 

Atendendo ao pedido do pré-candidato a deputado estadual Célio Alves, do vereador Josa da Padaria e do dr Teotônio, o deputado federal Gervásio Maia (PSB), assumiu o compromisso de destinar emenda parlamentar para Universidade Estadual da Paraíba, Campus Guarabira. O anúncio foi feito logo após a visita do parlamentar a instituição.

“Vamos fazer a nossa parte pra deixar o campus da UEPB em Guarabira à altura de suas necessidades”, afirmou o deputado.

Na ocasião, Célio Alves agradeceu ao deputado Gervásio pela emenda.
“Conheço a realidade da UEPB em Guarabira e sei como será importante a chegada desses recursos para se oferecer à comunidade universitária condições adequadas de desenvolvimento de suas atividades”, pontuou Célio.

Gervásio Maia ressaltou que, desde que assumiu o mandato na Câmara Federal, tem destinado emendas para fortalecer as áreas da saúde e educação da Paraíba. “Educação e Saúde sempre foram prioridades no nosso mandato parlamentar. Buscamos atender desde a parte da infraestrutura, até a parte de esporte e lazer”, explicou.

Blog do Ninja

Parte do muro do Hospital Regional de Guarabira, no Agreste paraibano, desabou e caiu em cima de um carro durante a forte chuva que caiu na cidade na tarde do último sábado (14).

Algumas ruas próximas ao local foram atingidas por uma grande quantidade de lama, no entanto, não há relatos de residências prejudicadas.

O local foi interditado para o tráfego de veículos e pedestres. O hospital ainda não se pronunciou sobre o corrido.

Ninguém ficou ferido.

Um homem de 42 anos, que está preso em uma penitenciária de João Pessoa, é suspeito de ter cometido 10 estupros, entre os anos de 2010 e 2021. Segundo a Polícia Civil, a ligação entre os crimes só foi reconhecida após a inserção do perfil genético dele no banco nacional, que identificou a métrica similar com mais 9 vítimas, a partir da coincidência genética.

De acordo com a polícia, o homem vai responder individualmente por cada crime. Ele foi preso em 2021 e condenado por um crime que aconteceu em 2014. O perfil genético dele foi lançado no banco de dados de DNA do Instituto de Polícia Científica da Paraíba (IPC) após a prisão dele por um outro crime.

Segundo Sileide Azevedo, coordenadora das Delegacias da Mulher da Paraíba, os estupros foram cometidos em mulheres adultas e menores de idade. A maioria das vítimas residem nas proximidades do bairro José Américo, na zona Sul da capital paraibana.

A chefe do Laboratório de DNA Forense, Sara Gurgel, informou que, ao ser realizado o levantamento do perfil genético de todas as amostras, foi feito o encaminhamento ao banco nacional. “Após a sentença do suspeito, foi identificada a métrica similar, a partir da coincidência genética, com mais 9 vítimas”, relatou.

A primeira vítima já identificada foi, inclusive, o motivo pelo qual ele já responde judicialmente, totalizando 10 crimes sexuais.

Um homem foi preso suspeito de estuprar a própria filha de 13 anos, neste domingo (15), em Campina Grande. Moradores vizinhos à casa, onde aconteceu o crime, teriam ouviram gritos e foram verificar o que estava acontecendo. Chegando no local, encontraram o pai vestido apenas com uma camisa e a adolescente chorando.

De acordo com a Polícia Militar, uma outra filha de 18 anos relatou que as duas sofriam agressões do pai há algum tempo. Os crimes teriam acontecido após a morte da mãe. As meninas moravam sozinhas com o pai.

Ainda conforme a PM, o suspeito foi levado para a Central de Polícia Civil e ficará à disposição da Justiça.

As meninas estavam sob tutela do Conselho Tutelar, que deve entrar em contato com outros parentes, para definir qual será o destino delas.

Um homem investigado pelo crime de armazenamento de pornografia infantil foi preso, em Guarabira, na Agreste paraibano, na manhã desta segunda-feira (16). Segundo informações da Polícia Civil, a prisão aconteceu na ‘Operação Inocência’ que tem como objetivo identificar crimes cibernéticos em relação a abusos de crianças e adolescentes.

De acordo com o delegado Joames Oliveira, as investigações resultaram em um mandado de busca e apreensão na residência do suspeito. Na casa do homem, foram apreendidos aparelhos celulares, pendrives, discos rígidos e cartões de memória, cujo conteúdo apresentava material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

Ainda segundo Joames, a operação é fruto da utilização de técnicas avançadas de investigação em ambiente cibernético, após treinamento realizado pela Agência Federal Americana Homeland Security Investigations (HSI) e pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Operação Inocência

Roupas infantil foram encontradas na casa do homem preso, no Sertão da Paraíba — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Roupas infantil foram encontradas na casa do homem preso, no Sertão da Paraíba — Foto: Divulgação/Polícia Civil

A mesma operação já havia prendido um outro homem suspeito de fotografar e filmar crianças em cenas pornográficas, no dia 10 deste mês. Segundo a polícia, o investigado tem 39 anos e é professor de dança em quadrilhas juninas, nas cidades de Sousa e Cajazeiras, Sertão da Paraíba.

Ainda de acordo com a polícia, o homem vendia as imagens para todo o Brasil e também para o exterior. Na casa do suspeito, a polícia encontrou várias roupas infantis que seriam usadas no momento das filmagens.

A investigação partiu de uma denúncia encaminhada para a Polícia Federal, que posteriormente foi recebida pela Delegacia de Crimes Cibernéticos de João Pessoa (DECC). O homem já havia sido preso entre os anos de 2016 e 2017, também pelo crime de pedofilia.

Um homem foi preso na tarde deste domingo (15) acusado de ter cortado com um facão a orelha de seu cunhado em uma granja no Sítio Passagem, zona rural do município de Guarabira, no Agreste paraibano.

De acordo com relatos do proprietário da granja à polícia, o homem invadiu a sua propriedade durante uma festividade e havia chamado seu cunhado, que trabalha na propriedade, para conversar em uma área distante de onde acontecia a festividade. Conforme o proprietário da granja minutos depois o acusado desferiu um golpe de facão na orelha da vítima e fugiu do local.

A Polícia Militar foi acionada e realizou diligências, conseguindo localizar a casa do acusado e, com autorização da esposa da vítima, entrou na residência e realizou buscas no interior do imóvel, mas não conseguiu localizar o suspeito. Durante as buscas, foi encontrada no quarto do casal uma espingarda de fabricação artesanal do tipo soca-soca.

A Polícia continuou com as diligências e no início da noite conseguiu localizar e prender o acusado em sua antiga residência, localizada no Sítio Merereba, na zona rural de Araçagi. Durante a prisão não houve reação por parte do suspeito, que entregou aos policiais a arma do crime e a orelha.

Ao ser questionado pelos policias por que teria cometido o crime, o acusado informou que seu cunhado é um estuprador e não queria que ele frequentasse sua residência.

O acusado foi encaminhado para Delegacia de Polícia da cidade de Guarabira, onde foi constatado que havia um mandato de prisão expedido pela 1º Vara Mista da Comarca de Santa Rita, região Metropolitana de João Pessoa, pelo crime de homicídio qualificado.

A vítima foi atendida pelo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e posteriormente encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma, na capital paraibana.

Quatro jovens foram baleados em Areia, na Brejo paraibano, neste domingo (15). De acordo com informações da Polícia Militar, eles deram entrada no Hospital de Areia por volta das 20h pedindo socorro.

Dois jovens, de 18 e 19 anos, são da cidade de Remígio. Eles estariam em um evento privado, no Sítio Velho, zona rural da cidade de Areia. Os outros dois feridos têm 19 anos.

A informação inicial da PM é de que um carro branco passou pelo local com suspeito atirando contra as vítimas.

Depois de socorridos, os jovens foram encaminhados para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Eles foram atendidos e apenas um precisou ficar internado após passar por cirurgia. O caso foi repassado para a Delegacia de Esperança.

Quatro pessoas foram presas durante a Operação Parador 27, que visa o enfrentamento a abusos a crianças e adolescentes, e foi deflagrada por volta das 00h deste sábado (14). Três adolescentes foram resgatadas e entregues ao Conselho Tutelar. A ação aconteceu em cinco cidades da Paraíba.

Segundo informações da Polícia Civil, três foram presos em flagrante em Guarabira. Um homem foi preso por tráfico de drogas em um bar, e outras duas pessoas foram pressas em um segundo estabelecimentos,, por exploração sexual de menores e por estar com um veículo roubado. Uma delas era a dona do bar.

No segundo estabelecimento, duas adolescentes com idades entre 16 e 17 anos foram resgatadas pois estavam sendo submetidas à exploração sexual.

Em Itabaiana, um homem foi preso por exploraçãol e uma adolescente com idade entre 16 e 17 anos também foi resgatada.

A Operação percorreu as cidades de Guarabira, Solanea, Itabaiana, Sapé e Mamanguape e outras da região e contou com participação da Polícia Civil, Polícia Militar, Policia Rodoviária Federal (PRF), Conselhos Tutelares e Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB).